Mire-se no exemplo do Salgueiro Atlético Clube, o Carcará do Sertão

Os políticos do Sertão deveriam seguir o exemplo da política praticada no Salgueiro Atlético Clube que faz um trabalho de promoção do município, regionalizando um sonho que contempla a juventude com um investimento forte no Esporte.
Não sou a favor da nota de repúdio da Câmara Municipal de Salgueiro.Quem propaga que Salgueiro é a terra do crack,cocaína,maconha, somos nós mesmos, através de uma imprensa que anseia por audiência e número de acessos, através de mostrar o que acontece de ruim e omitir o que há de bom,o que pode ser questionado.
Denúncias devem existir, pois, proporcionam debates.O senador Cristovam Buarque dizia que nas universidades brasileiras não há debates, aqui, em Salgueiro, não há debates, há brigas com interesses eleitoreiros.Parece que a política contaminou todos os segmentos da sociedade.
A citação do locutor riograndense foi infeliz, mas ele ouviu de alguém, pois já presenciamos locutores de rádios, em tempos difíceis, pronunciar que Salgueiro é a capital da maconha”.

Qualquer problema em nossa região, uma imprensa composta por pessoas que não investe em conhecimento,logo, os nossos vereadores são corruptos, a oposição é maldosa e o prefeito é dizimado com críticas que poderiam contar mais serenidade.
Há muito ódio, entre nós e uma pregação que não é verdadeira.
Nossos políticos não são ligados ao crime organizado, todos eles, sendo pessoas honradas.
Se não passarem a falar dos êxitos dos nossos representantes, os poderes que fortalecem a democracia serão enfraquecidos.
Com o Estado enfraquecido e ausente,os malfeitores serão os donos do nosso futuro.Os demônios subirão ao pódio.
O Site Wilson Monteiro tem atitudes de leveza,sem plantar possíveis confrontos. Se elogiamos o Dr. Marcones, elogiamos,também em diversas ocasiões, o presidente do PV, Alvinho Patriota.
Se criticamos o vice-prefeito, Luiz Carlos de Souza, é por que sabemos que fazemos um debate com uma pessoa de grande sabedoria.Dr. Cacau é uma referência para Salgueiro e deve ser tratado com carinho e respeito.
Somos bombardeados, frequentemente, e aproveitamos para afirmar que os servidores da prefeitura do Salgueiro não estão descontentes com o governo atual. Foi com o atual prefeito que aconteceram muitas conquistas.
Pensar,falar, mas falar sem paixão.Outro dia, afirmamos nossa vontade de votar em Gonzaga Patriota para deputado federal. Gonzaga Patriota foi um grande amigo de lideranças de Verdejante.
Então, o eleitor não precisa adoecer, polemizando bobagens, o voto é livre.Os que quiserem votar em Cleusa Pereira que votem em Cleusa Pereira, o mesmo acontece com os que pretendem votar em Fernando Filho, Paulo Rubem…
“Fazer o que o coração mandar”, e deixar o povo livre.É a verdadeira democracia.
A maioria das notícias publicadas em nossa região é sobre homicídios. Quem dá dimensão a criminalidade, contribui com a violência.
Precisamos, se possível for, fazer um debate com a imprensa regional e mudar certos conceitos.Claudiney Santos é rotulado como “Língua de Sogra”, Wilson Monteiro, o “Homem Bomba” quando o “Palavras do Sertão” faz pouca publicações, mas quando faz…
Conquistamos empregos através de concursos públicos, meu sonho era Medicina.Aos 53 anos e sem recursos não dá mais para empreender uma nova luta, porém, estamos, trabalhando no dia a dia pela paz e pela sociedade.
Essa decisão do TCE cabe recurso e o próprio Alvinho Patriota já enfrentou esses problemas ao presidir a Câmara Municipal de Salgueiro.
Nosso povo recebe notícias distorcidas.Qualquer gestor pode ser obrigado a devolver qualquer quantia, porém, quando sai a publicação é aquela festa da oposição ou da situação que comparamos ao folclore existente na política.
Em 2012, a Polícia Civil, foi acionada por um possível compra de votos no bairro Riachinho por um integrante do PMDB.Ao chegar na Rua Umbelino de Sá Araújo, os moradores ocupavam as portas e o possível comprador de votos estava escondido.
Olhei para o colega candidato a vereador,quando um um policial fez a pergunta:
“Professor Wilson, estão comprando votos aqui?”
Nossa resposta foi:
“Não!É o Folclore da política que provoca esses momentos de loucura”.A maioria das pessoas se comportam com se estivesse recebido um espírito,uma entidade.
Pois é: Devemos pensar numa agenda positiva, mirando-se no exemplo do Salgueiro, o Tricolor do Sertão”.

Escrito por Wilson Monteiro

Reforma Fundiária: Em Petrolina e Salgueiro

Tínhamos em Petrolina, e sei que é um problema do estado e do país, a questão fundiária. Buscamos apoio do Tribunal de Justiça para que elaborássemos provimento que nos permitisse realizar a Regularização Fundiária. Anunciamos através de um decreto de interesse social a regularização de centenas de casas.

Um vereador da oposição à época anunciou: ‘Esse é um problema histórico e o prefeito só promete como tantos já fizeram. Se ele fizer, voto nele’. Durante o evento de assinatura da desapropriação da área, vi homens e mulheres que tinham naquelas casas seu único bem se emocionarem. Naquele momento estava afastado o risco de demolição que tanto amedrontava aquele povo.
Júlio Lóssio- Prefeito cassado de Petrolina/PE

Em Salgueiro, a Reforma Fundiária foi motivo de debates entre membros da ONG “Lar,Doce Lar” comandada por Cícero Filgueira e intensificada por moradores.Na época, o prefeito de Salgueiro, optou por não realizar qualquer negociação quanto aos terrenos aforados para não ferir a Lei Eleitoral, isto é, teve todo respeito à Justiça Eleitoral, aos latifundiários e ao povo.

Em Petrolina, Júlio Lóssio deu continuidade a Reforma que vinha acontecendo desde 2010 e foi cassado.Júlio Lóssio(PMDB) pode recorrer e até voltar ao cargo.
Tudo no tempo determinado.

Escrito por Wilson Monteiro

A palavra de Júlio Lóssio/Facebook

“Hoje, mais uma vez, acordo cassado.

Eu que nunca cassei, hoje sou cassado. Não posso usar o provérbio que diz ser ‘um dia da caça e outro do caçador’.

Em 2009, me deparei com dois grandes desafios. O primeiro era a falta de creches para nossas crianças. O segundo, a falta de casas para nossas famílias.

Direitos fundamentais do cidadão cassados pelo modelo então vigente.

Para o primeiro, criamos o maior programa de inclusão de crianças em creche, o Nova Semente, que, em parceria com a sociedade civil, atende seis mil crianças em tempo integral. Ampliamos o número de crianças alfabetizadas e reduzimos a mortalidade infantil. Placas de identificação das suas unidades me custaram a primeira cassação, no período eleitoral, em primeira instância.

Para o segundo problema, buscamos no Programa Minha Casa, Minha Vida, o que é hoje o maior programa habitacional de todo Norte/Nordeste. Dez mil contratos, dez mil famílias que já foram ou serão beneficiadas.

Tínhamos em Petrolina, e sei que é um problema do estado e do país, a questão fundiária. Buscamos apoio do Tribunal de Justiça para que elaborássemos provimento que nos permitisse realizar a Regularização Fundiária. Anunciamos através de um decreto de interesse social a regularização de centenas de casas.

Um vereador da oposição à época anunciou: ‘Esse é um problema histórico e o prefeito só promete como tantos já fizeram. Se ele fizer, voto nele’. Durante o evento de assinatura da desapropriação da área, vi homens e mulheres que tinham naquelas casas seu único bem se emocionarem. Naquele momento estava afastado o risco de demolição que tanto amedrontava aquele povo.

Naquela noite, avistei entre as pessoas, o vereador supracitado e não resisti, dizendo-lhe: ‘vereador, está feito o prometido, agora espero que cumpra sua promessa’. O engraçado é que o vereador parece não ter votado em mim, foi candidato na coligação que apoiou o candidato do PSB.

Essa fala e esse ato, um, ou os dois, foram interpretados como abuso do poder econômico, o que agora me custa a segunda cassação.

Vi na justificativa da decisão “abuso de poder econômico na eleição”. Curioso é que disputamos contra o poder do Governo do Estado, do Ministro da Integração, deputados e a maioria dos vereadores da cidade e, mesmo assim, nós é que “abusamos do poder econômico’?

Durante o pleito eleitoral de 2012 tivemos quatro candidatos. Rosalvo, do PSOL, que teve em sua coligação vinte e sete candidatos a vereador. Odacy Amorim, do PT e PPS, com trinta candidatos a vereador. Julio Lossio, do PMDB, PSDB, DEM e PMN, com trinta e seis candidatos a vereador. Fernando Filho, do PSB e mais 18 partidos, que somaram cento e quarenta e cinco candidatos a vereador e, mesmo assim, nós é que “abusamos do poder econômico’?

Vimos, ainda, o uso abusivo da Codevasf com realização de pavimentações em ruas ainda não saneadas, bem como entrega de equipamentos agrícolas e cisternas, com fins claramente eleitoreiros e, ainda assim, nós que “abusamos do poder econômico’?

Se me sinto injustiçado? Não. Sinto-me cassado. Até porque acredito que a justiça pode até tardar, mas não falha. Até porque, não sou prefeito. Estou prefeito. Ou melhor: estava!

Que Deus nos permita ser apenas o que somos e o que somos merecedores.”

Ponto de Vista 20 – TCE/PE confirma irregularidade na administração da Prefeitura de Salgueiro

Ano passado, (2012), tivemos uma verdadeira guerra desigual nas eleições do nosso município. De um lado, uma administração que há 12 anos vem se gabando de está acima de tudo, inclusive da lei, pousando de seriedade, administrando com decretos, fazendo o que bem lhe convém e quando denunciávamos os desmandos, éramos considerados inimigos do povo aos quatro cantos do mundo.

Foram utilizados na campanha, vergonhosamente: todo pessoal comissionado do Município; o transporte escolar, inclusive com dispensa de alunos das salas de aulas nas noites de comícios, mas, não da ida dos mesmos aos distritos naquelas oportunidades, como ocorreu em Conceição das Crioulas; máquinas para limpeza de cacimbas; caminhões para fornecimento de material de construção; distribuição de caixas d’água e de filtros; aquisição de terreno sem autorização da Câmara por uma “bagatela” (450 mil) em local onde sequer existe energia elétrica, para “doação” (esta sim, precisou de autorização legislativa) ao “coitado” do Estado, apesar do Município possuir áreas sobrando para tal fim.

Denunciamos essas e várias outras irregularidades administrativas, não somente em palanque e programa de rádio, mas, também, junto às autoridades competentes, como Ministério Público, Tribunal de Contas e Poder Judiciário, mediante os competentes procedimentos.

Infelizmente o Judiciário até agora não julgou nenhum processo, não por culpa dos juízes, pois, sequer existe titular na Comarca de Salgueiro, há muito tempo – mais um descaso do poder público com a população – mas, justamente pela falta de estrutura desse Poder, especialmente, no interior do Estado.

O Tribunal de Contas, no entanto, desmistificando aquela tese de antes: “do faz de conta”, respondeu à altura a uma nossa representação, alusiva ao transporte urbano, julgando-a procedente e condenando o gestor de Salgueiro a devolver aos cofres do Município 201 mil, mais 13 mil de multa.

Não somos daqueles que festejam o “quanto pior melhor”, ou seja, não estamos vibrando, mas, tristes por acontecerem fatos dessa natureza em nosso Município como em muitos do país, mas, cônscios do dever cumprido e de não ter sido omisso.

Como disse Luther king: “O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons”.

Por Alvinho Patriota

Cássia Parente
Examine cuidadosamente e verá que as orações em que você apresenta a Deus as necessidades dos outros-o tipo de oração conhecida como intercessão-têm lugar especial nas sagradas Escrituras.Elas têm um papel fundamental nos propósitos de Deus.Não é de admirar que muitas das instruções da palavra de Deus para orar tenham em mente exatamente este tipo de oração.”A oração feita por um justo”disse thiago, “pode muito em seus efeitos ( Tg 5.17 ). Naturalmente não se trata de um cheque em branco para cada capricho e necessidade.O apóstolo nos lembra de que algumas orações não serão atendidas,porque “pedimos mal” (tg 4.3),ou seja,a nossa motivação não é correta.E Jesus nos lembra de rogar em seu nome (Jo 14.13-14);em outras palavras,no espírito da vontade e do propósito de DEUS

Nota de esclarecimento/Prefeitura Municipal do Salgueiro

O prefeito Marcones Libório de Sá (PSB) enviou, há pouco, nota de resposta em relação à divulgação de uma matéria, postada ontem (27) neste veículo, sobre a decisão do Tribunal de Contas do Estado de multar o gestor e acusa-lo de improbidade administrativa, acatando, assim, denúncia formulada pelo ex-candidato à Prefeitura de Salgueiro, Alvinho Patriota (PV).

Segue a íntegra da nota de esclarecimento:

“A Prefeitura Municipal de Salgueiro considerando matéria divulgada neste veículo – que trata da posição da primeira Câmara do TCE, em relação à contratação de transporte coletivo para município no decorrer do ano de 2012, vem a público esclarecer, primeiro, que o fato é de conhecimento e uso público, contudo, não se praticou nenhum ato indevido e/ou irresponsável já que o transporte embora com a finalidade de levantar demandas atendeu a população respondendo a uma necessidade e fornecendo os dados necessários a sua estruturação.

Segundo, à despeito da posição do TCE já divulgada, vale considerar que se trata de uma decisão preliminar à qual cabe recurso e ainda deverá passar por outra instância, não é fato concluso e nem cabe o alarde, já que o município de Salgueiro, um dos mais importantes e que cresce no interior do Nordeste, construiu a marca da responsabilidade pública, da competência de fazer acontecer através da prática da ética e políticas públicas responsáveis, com zelo aos órgãos de controle social.

Um terceiro ponto, é que o município de Salgueiro foi construído com o esforço e a vontade de muitos, portanto, não será desmontado por questões políticas miúdas quando o autor desta denúncia distorce os fatos, sem uma apuração mais criteriosa sobre estes, desconsiderando, sobretudo, documentos públicos e a própria história do município.

Salgueiro caminha em paz com a consciência de quem trabalha para o desenvolvimento, reconhecendo o mérito de que acompanhar é necessário e imprescindível ao processo democrático, mas, destruir e distorcer é sempre uma atitude negativa e sem credibilidade.

www.blogdomagno.com.br

Prefeitura Municipal de Salgueiro.”

O voo do Carcará e os buracos na cidade

Duas pessoas conversavam sobre futebol,política,administração pública. O primeiro, mais apaixonado por política, abriu o verbo: “uma cidade como Salgueiro que tem um time que chega a disputar uma semifinal com o Internacional/RS vive cheia de buracos”.
O segundo, mais prudente,respondeu: O povo está olhando para o alto, observando o que está em cima, não está olhando para o chão. São os investimentos na educação, saúde,cultura,esportes. A prefeitura desde os tempos mais difíceis ,faz parte desta parceria com o Carcará,com os torcedores e a Diretoria do SAC. Bom é olhar para o alto e contemplar a exuberância do voo do time sertanejo e o que acontece do bom na administração pública no Sertão: A luta por mais cursos, Salgueiro é uma cidade linda”, mas o debate é democrático e faz parte da história do município”.
Mire-se no voo do SAC, o Carcará do Sertão!

Escrito por Wilson Monteiro

Projeto Lendo e Encantando incentiva hábito da leitura em alunos da rede municipal

A cultura brasileira foi celebrada no último dia 22 de agosto com a passagem do Dia do Folclore em todo país. Em Salgueiro, a data foi marcada pela culminância do projeto de leitura “Lendo e Encantando”, desenvolvido na Escola Municipal Paulo Fernando dos Santos, através de uma Feira Literária que contou com peças teatrais, dramatização de histórias e poesias, contação de história, criação de varal literário, apresentação de biografias de autores da literatura brasileira, confecção de painéis literários, entre outras manifestações socioeducativas.

De acordo com a coordenadora pedagógica da escola, Nicelma Albuquerque, o objetivo do projeto que ocorre ao longo do ano é envolver as crianças com o universo das mais diversas formas de leitura, proporcionando momentos prazerosos a partir do ato da leitura levando em conta o papel lúdico, o despertar da imaginação, da linguagem oral e corporal. O projeto envolve estudantes da educação infantil a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

A educadora lembra que o projeto conta com a realização de duas culminâncias: “A primeira é esta Feira Literária cuja culminância estão sendo vivenciadas por meio das atividades culturais da semana do folclore com salas temáticas. A outra acontece no mês de dezembro com apresentação de autores e obras lidas através de peças teatrais e outras atividades lúdicas de obras lidas e trabalhadas”, explicou a coordenadora.

Ela ressalta que é visível o prazer que os estudantes têm desde cedo, em ouvir histórias e narrativas que facilitam a aproximação e o fortalecimento dos vínculos afetivos. “Sentimos a necessidade de desenvolver esse projeto com os nossos alunos, na sua fase infanto-juvenil, para dar a oportunidade de construir, criar e estimular a imaginação por meio da fantasia inserida através de contos e de histórias”, observa.

a sala de aula, foi trabalhada uma grande diversidade de autores e suas obras a exemplo de Monteiro Lobato, Ziraldo, Ruth Rocha, Eva Furnari, Ana Maria Machado e Ariano Suassuna. Cada espaço de atividades, foi decorado com informações sobre o autor que foi estudado durante o 1º semestre. Os estudantes também estavam caracterizados com o personagem de alguma obra, a exemplo de Emília, Saci Pererê, Dona Benta, do Sítio do Pica Pau Amarelo, além de anjos e bruxinhas.

O local foi bastante prestigiado pela comunidade e alunos de escolas municipais, estudais e particulares. A aluna da Escola Paulo Fernando, Ana Thainá Lima dos Anjos, 11 anos, que estava caracterizada com a personagem do livro ‘Menina bonita do laço de fita’, de Ana Maria Machado, declarou que a leitura deve fazer parte da vida das pessoas. “Trabalhamos a biografia de muitos autores e vários deles ainda não conhecia. Gostei muito do que li. Agora quero conhecer outras obras porque além de viajar pelo mundo da imaginação, vai melhorar meu desempenho na escola”, disse Ana Thainá.

Um comentário para MEC quer criar Programa Mais Professores

Um comentário para MEC quer criar Programa Mais Professores
POETA IVO JÚNIOR says:
23 de Agosto de 2013 at 15:14
Mercadante pede que Câmara discuta piso salarial de professores
O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, pediu nesta quarta-feira (21) à Câmara dos Deputados que “se debruce” sobre o reajuste do piso salarial dos professores. Segundo ele, o piso teve um reajuste de 64% nos últimos anos. “Nem sempre [os estados e municípios] conseguiram ter um aumento de receita proporcional ao aumento salarial”, disse. Os aumentos não seguem nenhuma proporcionalidade específica, o que dificulta o cumprimento.
Atualmente, segundo levantamento de março da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), 13 estados cumprem o piso salarial como vencimento, ou seja, sem a complementação com gratificações. O Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) diz que os estados pagam o valor do piso aos professores com formação de nível médio na modalidade normal.
Não há um levantamento referente aos municípios. Uma das dificuldades em cumprir o pagamento é, como apontado pelo ministro, reajustes que não acompanham a arrecadação.
Segundo Mercadante há propostas de que o reajuste seja baseado na variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). “Todos com aumentos reais”, disse.
O piso salarial dos professores do magistério público foi estabelecido na Lei 11.738, de 16 de julho 2008. Na ocasião, o valor era R$ 950. Em 2009 o valor foi reajustado para R$ 1.024,67, em 2010; para R$ 1.187,14, em 2011. Em 2012, o valor vigente era R$ 1.451 e, a partir de fevereiro deste ano, passou para R$ 1.567.
O Plano Nacional de Educação (PNE), em tramitação no Senado Federal, trata da criação de planos de carreira para os profissionais da educação básica e superior pública e, nele, o piso nacional deve ser considerado. Mercadante disse que o plano não pode ser aprovado de forma que não possa ser cumprido. “Não podemos fazer um ‘Plano de Kyoto’, difícil de cumprir”, disse e acrescentou, que para que seja cumprido, “não basta escrever no papel”.
Matéria enviada por Ivo Júnior (Professor e Poeta)
Responder

“Não existe o amanhã, o próximo dia quando chegar, é hoje” Kalil Monteiro

“Não existe o amanhã, o próximo dia quando chegar, é hoje” Kalil Monteiro.Estas palavras foram ditas por meu filho Kalil Vinicius Monteiro, aluno da escola Paulo Fernando dos Santos. A afirmação me deixou em conflito, pois, o presidente do Palmeiras, disse em entrevista que o futuro não existe. Existe apenas o presente.
Caro leitor! Comente, se possível, a afirmação de uma criança de 10 anos e do presidente do Palmeiras.
O futuro existe ou não?

Escrito por Wilson Monteiro

MEC quer criar Programa Mais Professores

O Ministério da Educação (MEC) quer levar professores a escolas onde faltam docentes em ação semelhante ao Mais Médicos. O Mais Professores faz parte do Compromisso Nacional pelo Ensino Médio, apresentado nesta quarta-feira (21) pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, na Câmara dos Deputados. A criação do programa já havia sido comentada antes pelo ministro, mas é a primeira vez que é apresentado em detalhes.

Segundo Mercadante, o compromisso ainda está em fase de desenvolvimento e depende do Orçamento disponível. Entre as ações do programa, está a proposta de levar professores a escolas de municípios com índices de desenvolvimento humano baixos ou muito baixos e que tenham um baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) – índice calculado a partir do fluxo escolar e o desempenhos dos estudantes em avaliações nacionais.

A intenção é que, mediante o pagamento de uma bolsa, professores se disponham a reforçar o quadro dessas escolas. Para as escolas com baixo rendimento, a pasta quer atrair bons professores para melhorar o ambiente acadêmico. Caso não haja professores disponíveis na rede, o MEC cogita a participação de professores aposentados que queiram voltar às salas de aula.

Segundo Mercadante, as áreas com as maiores carências de professores são matemática, física, química e inglês. O ministro diz que as disciplinas representam cerca de 3% das matrículas de ensino superior, índice que tem se mantido constante. O Mais Professores, esclarece o ministro, ainda é uma proposta em aberto.

Além de atrair professores para áreas carentes, o compromisso propõe o aperfeiçoamento da formação continuada dos docentes, com o desenvolvimento de material didático específico e a criação da Universidade do Professor, uma rede que vai concentrar todas as iniciativas voltadas para a formação docente. Pretende-se que em um mesmo portal o professor possa acessar todos os cursos e programas disponíveis.

O compromisso prevê também um redesenho curricular do ensino médio, para que as disciplinas ensinadas tenham uma maior integração entre si. Para que o ensino seja melhorado, a pasta aposta na educação integral. Para 2013, segundo o ministro, está prevista a adesão de 5 mil escolas no ensino de dois turnos. No ano que vem, serão 10 mil centros de ensino.

Faz parte do compromisso a ação Quero ser Professor, Quero ser Cientista, com a oferta de 100 mil bolsas de estudo para jovens que queiram ingressar na área de exatas. Além disso, o ministério desenvolveu, em conjunto com pesquisadores, um kit para estimular o interesse pelas ciências. “Vamos distribuir os kits de ciências para alunos de toda a rede. Ele vai poder manipular, usar. É inspirado em alguns brinquedos, mas mais sofisticado e barato”, explicou Mercadante.

Mercadante diz que o ensino médio é uma fase que precisa de atenção. “Andamos muito nos anos iniciais [do ensino fundamental], melhoramos nos anos finais e simplesmente atingimos a meta [do Ideb] no ensino médio. O que é pouco. Ainda precisamos de um salto de qualidade”, disse.

Em 2012, 8.376.852 alunos estavam matriculados regularmente e 1.345.864 cursavam o ensino médio pelo Educação de Jovens e Adultos (EJA), de acordo com o Censo Escolar. A maioria das matrículas do ensino médio está na rede estadual de ensino (84,9%). As escolas privadas ficam com 12,7% das matrículas, as escolas federais com 1,5% e as municipais com 0,9%.

A defasagem idade-série ainda é alta, segundo o MEC, em 2012, dos estudantes matriculados no período, 31,1% têm idade acima do esperado para a série que cursam.

Fonte: Agência Brasil

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 vai custar R$ 49,86 por candidato, segundo divulgou hoje (21) o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O exame tem 7.173.574 candidatos inscritos. O gasto total será R$ 357,6 milhões. O custo é superior ao do Enem 2012, que foi R$ 47,82 por aluno. Nesta edição, 73,1% candidatos foram liberados do pagamento da taxa de inscrição de R$ 35. No ano passado, a isenção beneficiou 68% dos inscritos.

Além do número de inscritos superar em 24% o do ano passado, neste ano haverá ampliação na logística do exame. Serão impressas 15,7 milhões de provas, a serem distribuídas em 1.661 municípios e em 15.576 locais de aplicação. Na entrega de 63.340 malotes serão utilizadas 9.480 rotas de distribuição em.

Estarão envolvidas na aplicação das provas 648 mil pessoas, entre coordenadores estaduais, municipais e de locais de aplicação, chefes de sala, fiscais e pessoal de apoio. Haverá ainda 48.048 atendimentos especiais para pessoas com deficiência, gestantes, idosos e lactantes.

O Enem 2013 será nos dias 26 e 27 de outubro. Para ajudar o estudante a se preparar para a prova, o Portal EBC criou uma página na internet que reúne todas as questões do Enem de 2009 a 2012. No sistema, é possível escolher quais áreas do conhecimento o candidato quer estudar. O banco de provas seleciona as questões de maneira aleatória.

Fonte: Agência Brasil

Festa Tradicional de Umãs será comemorada com novenas, apresentações culturais e festa do vaqueiro

Quando chega o mês de agosto já é tradição. A comunidade de Umãs se mobiliza para relembrar as tradições religiosas e resgatar seus valores socioculturais. Os moradores do distrito já estão prontos para receber visitantes durante as novenas e atrativos culturais que reforçam o calendário da localidade nessa época do ano. Com apoio da Prefeitura, através da Secretaria de Cultura, as festividades ocorrerão de 25 deste mês a 1º de setembro.

Já o novenário acontecerá todas as noites até o dia 30, sempre a partir das 19h na capela da comunidade, envolvendo vários segmentos e famílias que vivem no distrito. De acordo com a secretária de Cultura e Esportes, Paava Carvalho, é por meio dessa festa também que a comunidade estreita os laços integrando os moradores da região. “É um momento de alegria e celebração da fé, uma grande confraternização que une os filhos da terra que retornam aos seus lugares de origem para celebrar suas tradições”, disse.

No dia 25, será realizado um dia de jogos com o torneio de futebol feminino e masculino atraindo equipes da comunidade e de outras localidades vizinhas. Para o dia 30 de agosto estão programadas as apresentações culturais e musicais com os Federais do Forró, Jameckson e grupo de xaxado de Pau Fero, além de Luz do Sertão. Dentro da programação, os moradores e visitantes devem prestigiar no dia 1º de setembro, a festa do vaqueiro e, em seguida, shows com a banda Sabugo de Milho e Antônio da Mutuca.

Projeto prevê isenção de IR sobre remuneração de professores

Medida poderá estimular opção de jovens pela carreira.

Está em análise na Câmara o Projeto de Lei 2607/11, do deputado Felipe Bornier (PSD-RJ), que concede isenção do Imposto de Renda da Pessoa Física sobre a remuneração de professores. Pela proposta, para ser beneficiado, o profissional precisa estar em efetivo exercício na rede pública de educação infantil, fundamental, média e superior.

O autor do projeto entende que cabe ao poder público criar mecanismos que incentivem o maior número possível de pessoas a exercer o magistério. “Ao longo dos anos, percebemos o quanto o professor tem sido sacrificado, não só no aspecto salarial, como também na tributação de seus ganhos. Educar é uma arte. Mas também é um trabalho de grande impacto social, com repercussão no desenvolvimento do País”, argumenta.

Administração pública
O deputado cita como exemplo da importância da carreira o fato de que muitos juízes, legisladores e altos funcionários da administração pública já foram professores e usam a experiência adquirida na relação com os alunos para o desempenho de suas funções públicas.

“O magistério já é, por si mesmo, sacrificante, exigindo dedicação absoluta de quem o exerce. É justo que se dê aos profissionais dessa área um tratamento condigno”, avalia Bornier.

Tramitação
A proposta, que tramita em caráter conclusivo, será analisada pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Site da Câmara dos Deputados
Colaboração: Washington Buenos – Representante Setorial do Sintepe

“A safra morreu”!

“A safra morreu” diz uma amigo em tom de desabafo, acrescentando que os fariseus dos tempos bíblicos são mais sinceros que os nossos políticos. O companheiro do outro lado da mesa,fala,descontente: ” No Brasil só tem ladrão”, no item confiança todos recebem a mesma nota.
Levanto os olhos e afirmo que não serei Diógenes, o filósofo, que conduzindo uma vela procurava um homem justo em Atenas.Não há na classe política alguém que seja a cara do Brasil porque todos pintaram os rostos com as cores da corrupção.

Escrito por Wilson Monteiro

FILHOS BRILHANTES ALUNOS FASCINANTES/Hercílio Alencar Carvalho

Bons filhos conhecem o prefácio da história de seus pais Filhos brilhantes vão muito mais longe, conhecem os capítulos mais importantes das suas vidas.

Bons jovens se preparam para o sucesso. Jovens brilhantes se preparam para as derrotas. Eles sabem que a vida é um contrato de risco e que não há caminhos sem acidentes.

Bons jovens têm sonhos ou disciplina. Jovens brilhantes têm sonhos e disciplina. Pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas, que nunca transformam seus sonhos em realidade, e disciplina sem sonhos produz servos, pessoas que executam ordens, que fazem tudo automaticamente e sem pensar.

Bons alunos escondem certas intenções, mas alunos fascinantes são transparentes. Eles sabem que quem não é fiel à sua consciência tem uma dívida impagável consigo mesmo. Não querem, como alguns políticos, o sucesso a qualquer preço. Só querem o sucesso conquistado com suor, inteligência e transparência. Pois sabem que é melhor a verdade que dói do que a mentira que produz falso alívio. A grandeza de um ser humano não está no quanto ele sabe mas no quanto ele tem consciência que não sabe.

O destino não é frequentemente inevitável, mas uma questão de escolha. Quem faz escolha, escreve sua própria história, constrói seus próprios caminhos.

Os sonhos não determinam o lugar onde vocês vão chegar, mas produzem a força necessária para tirá-los do lugar em que vocês estão. Sonhem com as estrelas para que vocês possam pisar pelo menos na Lua. Sonhem com a Lua para que vocês possam pisar pelo menos nos altos montes. Sonhem com os altos montes para que vocês possam ter dignidade quando atravessarem os vales das perdas e das frustrações. Bons alunos aprendem a matemática numérica, alunos fascinantes vão além, aprendem a matemática da emoção, que não tem conta exata e que rompe a regra da lógica. Nessa matemática você só aprende a multiplicar quando aprende a dividir, só consegue ganhar quando aprende a perder, só consegue receber, quando aprende a se doar.

Uma pessoa inteligente aprende com os seus erros, uma pessoa sábia vai além, aprende com os erros dos outros, pois é uma grande observadora.

Procurem um grande amor na vida e cultivem-no. Pois, sem amor, a vida se torna um rio sem nascente, um mar sem ondas, uma história sem aventura! Mas, nunca esqueçam, em primeiro lugar tenham um caso de amor consigo mesmos.

Santa Cruz é escalado com humor

Um comentário para Escale esse time
NISSOCA says:
16 de Agosto de 2013 at 21:23
Em PÉ:Gena,Gilberto,Ivan,Erb,Darci e Botinha
Agachados:Bica,Berrada,Ramon,Luciano coalhada e Givanildo.

O site Wilson Monteiro publicou a foto, mas o internauta escalou o time com “Bica” e “Berrada”

  • Desenvolvido por Chicão Webmaster