A Copa e o Copo/Wilson Monteiro

Se boicotarem a Copa do Mundo de 2014, não tem problemas.
O Copo resolve mil e um problemas.
Você tem dívidas? Está chorando por que levou um chifre da mulher
Tem depressão? Fome?
Um copo de cana, uma lapada bem gostosa
deixa o amiga(a) de cima.
Se a gente perder, aí, a gente duplica a bebida e começa a chorar, dizendo que o Brasil perdeu.
Se ganhar, aí vamos beber porque o Brasil ganhou.

Para impedir a Copa encontrarás argumentos cheios de hipocrisia,
agora pra tomar uma..

Quem sabe?

Uma cervejinha,uma raizada, um rabo de galo e um tira-gosto e uma ressaca,sonhando com um mulher bonita.

É campeão!

Escrito por Wilson Monteiro

Cleusa conversa com trabalhadores em Petrolina

Conversando com o povo

Seja onde for e em qualquer lugar desse Sertão. Quando Creusa Pereira é convidada a conversar com as pessoas, todos param, escutam, refletem sobre suas palavras. Logo a cumprimentam.

Foi assim em sua maratona de viagens pela região, com passagem recente por Petrolina. Na visita que fez à Construtora Venâncio, por volta das 7h da manhã da última sexta-feira(30), ela falou para dezenas de garis sobre sua vida, sua trajetória e os desafios que enfrentou desde que se declarou apaixonada pelo ato de educar e catequizar. Sendo aplaudida de pé por todos!!

A importância do concurso público/Blog do Magno Martins

Wilson Monteiro

De Salgueiro

Nós, que escrevemos, temos que ter discernimento numa eleição para governador, como esta que está polarizada em Pernambuco entre Armando Monteiro(PTB) e Paulo Câmara (PSB). A serenidade faz com que o redator observe os pré-candidatos sem ilusões para que fique firmado a esperança no coração do eleitor.

Em Salgueiro, Paulo Câmara inseriu no discurso algo que poucos tenham meditado. Foi quando falou da sua origem de escriturário do Banco do Brasil e auditor fiscal, através de concurso público. Assim, o socialista pode mostrar o quanto foi importante a Constituição de 1988, que definiu a forma de provimento no serviço público.

Antes de 1988, os políticos nomeavam de qualquer forma e até o fizeram, contemplando pessoas que são exemplo de servidores nos estados e municípios.Repetir que entrou no Banco do Brasil e na Secretária da Fazenda por meio de provas faz o pré-candidato a governador ganhar simpatizantes nas camadas mais jovens e naqueles que buscam o emprego.

O tão sonhado emprego, tendo como companheiro o livro a dedicação, dias e dias de estudo. Isso em todos os segmentos da administração pública, reforçando o sentimento que a escola ainda é o caminho da libertação.

Paulo Câmara reforça a ideia que teremos concursos em todas as secretarias de Pernambuco, sem desprezar o contrato temporário, o estagiário que contribui de forma dedicada para que o Estado de Pernambuco cumpra as metas e que haja monitoramento, inclusive de assiduidade de se funcionários, sem esquecer de descentralizar vários atendimentos que não vem sendo prestados pelo Governo de Pernambuco como a aprovação de licenças médica, tendo, muitos que se deslocarem de Araripina, a 700 km do Recife com ônus para o trabalhador.

Como concursado, o pré-candidato socialista traz para o debate relações trabalhistas, que não deve terminar em greve como aconteceu com a Polícia Militar de Pernambuco.

Em Salgueiro, a grandeza do discurso foi pautada na importância do ato de incentivo ao ingresso na escola. É preciso aprender para enfrentar um mundo dinâmico, onde tudo muda a segundos. Ele colocou para análise que os 22 anos trabalhados fortalece a candidatura, isso sem questionar o perfil técnico do político.

Pernambuco vai escrever uma bela história, onde a competência do socialista Paulo Câmara e do trabalhista Armando Monteiro Neto faz com que o eleitor conheça as propostas que levará a possibilidade de escolher o melhor gestor.

Escrito por Magno Martins, às 15h37

Prefeito de Salgueiro faz lançamento da Programação do São João 2014

O Prefeito de Salgueiro, Marcones Libório, faz lançamento da Programação do São João 2014, “Salgueiro Tá Te Chamando Vem Simbora Forrozar” que acontece de 21 a 26\junho na estação do forró. Dentro da ampla programação deste ano a novidade é o Camarote da Acessibilidade. A equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social e representantes da Associação de Deficientes, Joaquim Emidio, Regis e Maria José marcaram presença na Casa do Sanfoneiro para assistir o anúncio.

Paulo Câmara

Por Wilson Monteiro

Salgueiro-PE

Nós que escrevemos procuramos ter o cuidado para ter discernimento numa eleição para governador que deve ser polarizada.A serenidade faz com que o redator observe os pré-candidatos sem ilusões para que fique firmado a esperança no coração do eleitor.

Em Salgueiro,o pré-candidato a governador, Paulo Câmara(PSB) que é candidato a governador pela Frente Popular de Pernambuco, inseriu no discurso algo que poucos tenham meditado.Foi quando ele disse que foi escriturário do Banco do Brasil e Auditor Fiscal através de concurso público.Assim,o socialista pode mostrar o quanto foi importante a Constituição de 1988 que definiu a forma de provimento no serviço público.

Antes de 1988, os políticos nomeavam de qualquer forma e até o fizeram, contemplando pessoas que são exemplo de servidores nos estados e municípios.Repetir que entrou no Banco do Brasil e a na Secretária da Fazenda por meio de provas faz o pré-candidato a governador ganhar simpatizantes nas camadas mais jovens e naqueles que buscam o emprego, o tão sonhado emprego, tendo como companheiro o livro, a dedicação, dias e dias de estudo. Isso em todos os segmentos da administração pública, reforçando o sentimento que a escola ainda é o caminho da libertação.

Paulo Câmara reforça a ideia que teremos concursos em todas as secretarias de Pernambuco, sem desprezar o contrato temporário, o estagiário que contribui de forma dedicada para que o Estado de Pernambuco cumpra as metas e que haja monitoramento,inclusive de assiduidade de se funcionários, sem esquecer de descentralizar vários atendimentos que não vem sendo prestados pelo Governo de Pernambuco como a aprovação de licenças médica, tendo, muitos que se deslocarem de Araripina a 700 km do Recife com ônus para o trabalhador.

Como concursado, o pré-candidato socialista, traz para o debate relações trabalhistas que não devem terminar em greve como aconteceu com a Polícia Militar de Pernambuco.

Em Salgueiro,a grandeza do discurso foi pautada na importância do ato de incentivo ao ingresso na escola.É preciso aprender para enfrentar um mundo dinâmico onde tudo muda a segundos.Ele colocou para análise que os 22 anos trabalhados fortalece a candidatura, isso sem questionar, o perfil técnico do político.

Pernambuco vai escrever uma bela história, onde a competência do socialista Paulo Câmara e do trabalhista Armando Monteiro Neto faz com que o eleitor conheça as propostas que levará a possibilidade de escolher o melhor gestor.

Escrito por Wilson Monteiro

Salgueiro-PE

87-88185258

 

 

 

Número de veículos em Salgueiro

Anote números oficiais em detalhes:automóvel -7334;microonibus-45;caminhão-550;camionete-1086; motocicletas 10.255;onibus-60;motoneta 1202;outros 1040 total 21.572 dados oficiais do Detran divulgados hoje na reunião da Câmara Municipal de Salgueiro.

Informação: Ednaldo Barros

Andarilho/ Wilson Monteiro

Wilson Monteiro
 

Sonhou que podia encontrar um grande amor e pela Terra

Andou por vales, cidades, subiu montanhas e visitou os mais distantes dos lugares.

As mulheres fugiam ao vê-lo

Os meninos apedrejavam o peregrino.

De tribo em tribo

De cidade em cidade não pode encontrar um grande amor.

Pedia um beijo, recebia ironias

Pedia amor, recebia palavras de rancor.

Não era feio

Não era velho

Apenas se curvou às formosuras e os encantos da Mulher.

Que não podia ser uma qualquer

haveria de ser terna, bela, feita sob mil encantos

E o peregrino rondou a Terra

E num sonho, um dia, pôs se a beija a linda mulher.

Mas quando amanheceu o dia

começou de novo a caminhar em busca da linda mulher

Que não podia ser uma qualquer

Até hoje bate às portas e ronda a cidade

em mil noites de ilusões.

Wilson Monteir

QUE FIM LEVOU BALDOCHI

José Guilherme Baldochi, nosso central reserva de Brito na Copa de 70, hoje é fazendeiro e comerciante em Batatais (SP), onde nasceu no dia 14 de março de 1946. Ele tem um casal de filhos.

O antigo zagueiro produz leite, café e soja e é dono da Baldochi Madeiras & Móveis, marcenaria que herdou de seu avô italiano.
Ele jogou no Batatais (em 64), no Botafogo de Ribeirão Preto (em 65), no Palmeiras (de 66 a 71), no Corinthians (de 72 a 76) e no Fortaleza (em 77), equipe na qual encerrou a carreira, aos 29 anos, após sofrer uma fratura no pé.
O melhor momento da carreira de Baldochi aconteceu no Palmeiras. Na época que foi contratado pelo Verdão, o zagueiro titular era Djalma Dias, ídolo da torcida. Como Djalma não renovou o contrato, o ex-zagueiro do Batatais assumiu a condição de titular.
Após o Mundial do México, em 70, ele se transferiu para o Corinthians.
A transação entre Corinthians e Palmeiras foi feita na base da troca. O Timão recebeu Baldochi e em troca cedeu ao Verdão os passes do ponta-direita Paulo Borges e o zagueiro Polaco.
Depois de muitos problemas para a renovação de contrato, com o então presidente corintiano Vicente Matheus, Baldochi deixou o Parque São Jorge, ficou quase um ano parado e foi jogar no Fortaleza em 1977.
MILTON NEVES