Eduardo e família, protagonistas do comício de Marina/Blog Magno Martins

Marina conversa com a viúva de Campos, Renata, que acompanhou o comício no Recife ao lado de quatro dos cinco filhos (Foto: Renan Holanda/G1)

Filho mais velho de Eduardo Campos homenageou o pai e pediu votos a Marina.

Do Portal G1 Pernambuco – Renan Holanda

Eduardo Campos e a família foram protagonistas principais do comício de Marina Silva, candidata  do PSB à Presidência da República, na noite desta segunda-feira (29) no comício do Recife. Marina estava ao lado da viúva de Eduardo, Renata Campos, e de quatro dos cinco filhos do ex-governador pernambucano, morto em acidente aéreo em Santos, em agosto.

No evento, realizado no Cais da Alfândega, o filho homem mais velho de Eduardo Campos, João Campos, de 20 anos, foi um dos primeiros a discursar. Ele agradeceu o apoio que a família recebeu desde a morte do ex-presidente do PSB e se posicionou como herdeiro político do pai.

 ‘Eu vejo que ele se transformou em uma grande referência política do Brasil e é por isso que eu estou aqui, porque eu devo isso a ele e devo ao povo de Pernambuco falar dos sentimentos que ele carregava’, afirmou em discurso emocionado, em memória do pai e pedindo votos a Marina.

Dos cinco filhos de Renata e Eduardo, apenas o mais novo, o recém-nascido Miguel, não esteve no comício. Também participaram do evento político nomes do PSB que compõem a chapa do partido no Estado: Paulo Câmara, candidato ao governo, e Fernando Bezerra Coelho, ex-ministro do governo Dilma e postulante ao Senado.

Marina Silva (PSB) em comício no Recife ao lado de parentes do ex-governador Eduardo Campos

Ao discursar, Marina também prestou homenagem a família de Eduardo Campos, que ela disse ser motivo de ‘admiração e orgulho’ para Pernambuco e para o Brasil. ‘Essa mulher forte [Renata Campos], corajosa, ela é uma grande mulher, que liderou junto com Eduardo um projeto nesse estado. Estava ajudando junto com ele, lado a lado, a liderar um projeto para o Brasil.’

Ela lembrou, ainda, o período em que decidiu formar aliança programática com o PSB de Campos, após ter tido o registro da Rede Sustentabilidade negado pelo Tribunal Superior Eleitoral. ‘Eduardo confiou. Sabe por quê? Porque geralmente a gente vê nos outros aquilo que a gente vê dentro da gente. O que a gente tem na gente, a gente vê no outro. E o que Eduardo viu em mim foi o que eu vi nele: a possibilidade de mudar o Brasil.’

Religião e programa de governo
Conhecida por parte do eleitorado por ser evangélica, Marina negou que já tenha usado de sua religião para fazer ‘palanque’ político. ‘Me sustento também na minha fé, que aliás vem sendo muito combatida, tratada com preconceito por alguns. Olha, eu tenho quase 30 anos de vida pública. Ninguém nunca me viu instrumentalizando a minha fé. Eu nunca fiz do púlpito um palanque, como evangélica, e nunca fiz do altar um palanque quando era católica, meus irmãos pelos quais tenho muito respeito’, declarou.

Após o comício, em coletiva de imprensa, Marina criticou seus principais adversários por não terem apresentado ainda plano de governo. Nesta segunda-feira, por meio de bate-papo na internet, a campanha de Aécio começou a divulgar os planos de governo do candidato tucano. O programa da candidatura à reeleição da presidente Dilma Rousseff ainda não foi divulgado.

‘Ninguém pode disputar a presidência de um país como o nosso sem apresentar um programa. Ou apresentar faltando cinco dias, seis dias para a eleição. Isso é um desrespeito com os brasileiros. É esse tipo de postura que vai fazer com que a sociedade brasileira faça mudança. Nós estamos tranquilos. A sociedade brasileira quer recuperar a confiança de que as coisas vão funcionar com honestidade, com competência’, disse Marina.

Mais cedo, Marina Silva também cumpriu agenda de campanha em Caruaru, Agreste do estado. A presença da postulante do PSB em Pernambuco não só reforça a campanha de Paulo Câmara, cujo principal adversário é Armando Monteiro (PTB), apoiado pelo PT, mas ainda busca conquistar votos para a própria candidatura presidencial.

CNT/MDA: Dilma tem 40,4%, Marina, 25,2%, e Aécio, 19,8%

A 123ª rodada da pesquisa CNT/MDA, divulgada, há pouco, pela Confederação Nacional do Transporte, aponta novo crescimento de Dilma Rousseff (PT). Assim, no primeiro turno, ela fica mais distante de Marina Silva (PSB). Na pesquisa estimulada, a petista conta com 40,4% das intenções de voto, 4,4 pontos a mais que no levantamento divulgado na semana passada. Já a socialista aparece com 25,2%, com redução de 2,2 pontos em relação ao levantamento anterior.

Aécio Neves (PSDB) aproximou-se de Marina, com 19,8% e aumento de 2,2 pontos. Luciana Genro (PSol) cresceu de 0,9% para 1,2%. Já Pastor Everaldo (PSC) reduziu de 0,8% para 0,6%. Os outros candidatos aparecem com 0,5%, enquanto votos brancos e nulos somam 5,9%. Outros 6,4% não sabem ou não responderam.

Segundo turno

Na simulação de segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva, essa é a primeira vez que a petista aparece à frente da socialista. Com vantagem de 9 pontos, Dilma tem 47,7% das intenções de voto, enquanto Marina aparece com 38,7%. Na pesquisa divulgada semana passada, as duas estavam tecnicamente empatadas. A candidata do PT tinha 42% das intenções enquanto a do PSB estava com 41%.

No cenário simulado entre Dilma Rousseff e Aécio Neves, ela tem a preferência de 49,1% dos eleitores. O tucano aparece com 36,8%.

No terceiro cenário, que simula a disputa de segundo turno entre Marina e Aécio, ela tem 41,1% das intenções de voto, contra 36% do candidato do PSDB.

Avaliação do governo

Na última semana, a avaliação positiva do governo cresceu. Segundo a 123ª pesquisa CNT/MDA, 41% dos entrevistados o consideram ótimo ou bom. Na rodada 122, o índice estava em 37,4%. A avaliação negativa passou de 25,1%, do levantamento anterior, para 23,5% no divulgado nesta segunda-feira.

Também com alta (de 4,2 pontos), a aprovação do desempenho pessoal de Dilma Rousseff chegou a 55,6%. O total de eleitores que a desaprovam caiu de 43,8% para 40,1%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 28 de setembro de 2014 e foram ouvidos 2002 eleitores. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e o registro foi feito no TSE sob o código BR-00892/2014.

Ética e trabalho na campanha de George Arraes Sampaio 23333

Acabamos de chegar do município de Serrita, cidade onde temos fortes raízes familiares. Fui acompanhado do meu pai Dr. Manoel Lázaro Sampaio, minha mãe Dra. Glauce, meu tio Flórido, meu irmão Dr. Tiago e minha esposa Dra. Priscila. Visitamos a feira livre, o comércio e inúmeros familiares e amigos. Agradeço a todos o apoio e a confiança. Vote 23333 Dr.George Arraes Sampaio a força jovem do sertão pernambucano.

Foto de George Arraes Sampaio Priscila Parente.
Foto de George Arraes Sampaio Priscila Parente.
Foto de George Arraes Sampaio Priscila Parente.
Foto de George Arraes Sampaio Priscila Parente.
Foto de George Arraes Sampaio Priscila Parente.

Marília Arraes/Via Facebook

10491982_878138285533448_8242531192594840343_n (1)É necessário dizer que a família de Eduardo Campos não é símbolo de renovação na política. São viúva e órfãos que estão vivendo o luto, o momento de dor, da forma como lhes parece mais confortante.

Usá-los para fins eleitoreiros para tentar comover o povo e tirar o foco real, que é o debate sobre qual o melhor candidato para gerir o estado e o país é, no mínimo, desonesto.

Marília Arraes/Facebook

Do Blog de Inaldo Sampaio

Inversão – Faltando nove dias para as eleições, os institutos de pesquisas começam a detectar em Pernambuco um fenômeno curioso: Paulo Câmara (PSB) parando de crescer e Armando Monteiro (PTB) parando de cair. Atribui-se este fato aos seus presidenciáveis: Marina Silva (PSB) estaria puxando para baixo o candidato do PSB e Dilma Rousseff puxando para cima o candidato do PTB.

Uma disputa com emoção

Considerando-se a média das pesquisas, Paulo Câmara (PSB) conserva uma vantagem de seis pontos percentuais sobre Armando Monteiro (PTB) na disputa pelo governo estadual. Levando-se em consideração que o percentual de indecisos é superior a essa diferença, a eleição se torna cada dia mais emocionante. Muito diferente, por exemplo, da disputa de 2010 quando Eduardo Campos (PSB) bateu Jarbas Vasconcelos (PMDB) por 2 milhões e 850 mil votos de vantagem.

www.inaldosampaio.com.br

Eduardo Campos é comparado a um morto carregando um vivo

Imagem de Eduardo Campos continua nas campanhas em Pernambuco

Ex-governador é comparado ao personagem Morto Carregando o Vivo

POR LETICIA LINS


Ainda vivo: a imagem do ex-governador e candidato Eduardo Campos presente no material de campanha - / Hans von Manteuffel

PUBLICIDADE


RECIFE — Tido como um dos personagens mais curiosos do Bumba Meu Boi, o Morto Carregando o Vivo tem sido invocado por populares para definir o excesso da utilização da imagem do ex-presidenciável Eduardo Campos (PSB) na campanha eleitoral de Pernambuco. Ele morreu no dia 13 de agosto em acidente de avião, mas tanto os candidatos majoritários quanto os proporcionais chegam à reta final usando fotografias, vídeos e todo o tipo de alusão a Campos.

Na última quinta-feira, O GLOBO contou, num trecho de 12 quilômetros entre o bairro de Dois Irmãos e Boa Viagem, 72 unidades de propaganda, das quais Campos aparecia em 60 ainda como candidato a presidente, ao lado dos que disputam mandatos de deputado, senador, ou governador. Dos políticos ligados à Frente Popular — coligação de 21 partidos liderados pelo PSB — só 12 usavam cartazes ostentando fotos de Marina Silva.

Leia mais…

http://oglobo.globo.com/brasil/imagem-de-eduardo-campos-continua-nas-campanhas-em-pernambuco-14071184

Read more: http://oglobo.globo.com/brasil/imagem-de-eduardo-campos-continua-nas-campanhas-em-pernambuco-14071184#ixzz3Ed70zn1J

Pesquisa Vox Populi mostra empate entre Armando e Paulo

Uma nova pesquisa realizada pelo instituto Vox Populi sobre a disputa pelo Governo do Estado aponta empate técnico entre os candidatos Paulo Câmara (PSB) e Armando Monteiro (PTB). O socialista aparece com 40% das intenções de votos, enquanto o petebista tem 38%. A margem de erro do levantamento é de 3,1 pontos percentuais para mais ou para menos. O terceiro melhor colocado é Jair Pedro (PSTU), com 1%, enquanto os demais postulantes não alcançaram 1%. Os votos em branco e nulos representam 9% e os eleitores indecisos são 12%.

Os pesquisadores foram a campo entre os dias 20 e 23 deste mês e ouviram mil eleitores de 56 municípios pernambucanos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número 00030/2014.

Fonte: Folha de Pernambuco